EFEITOS ADVERSOS

 

Assim como outros tratamentos, a Radioterapia também pode gerar efeitos adversos e possíveis sequelas indesejáveis que dependem da tecnologia utilizada, dos cuidados, do perfil do paciente e da presença de comorbidades, além da região, do tamanho de campo e da dose de tratamento.

 

Ao ocorrer a irradiação de uma determinada região, tecidos sadios vizinhos também podem receber parte da dose e serem afetados,  desencadeando efeitos adversos do tratamento.

A toxicidade causada pela radiação pode ser aguda, subaguda ou tardia. As toxicidades agudas serão abordadas em orientações e cuidados, de acordo com o local de tratamento envolvido.

De forma geral, as toxicidades tardias são aquelas que ocorrem após   meses a anos do fim do tratamento e estão mais associadas a processos cicatriciais, envolvendo alterações actínicas, por vezes, culminando  em fibrose ou até mesmo necrose que, de acordo com sua localização, podem acarretar em diferentes manifestações clínicas.

Clique aqui para saber mais sobre cuidados e orientações de acordo com cada localização de tratamento.

 

​2016 por CMJ



 

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • MINUTO ONCOLOGIA
  • Twitter Clean
  • w-googleplus