TUMORES CEREBRAIS

what-were-your-first-signs-of-a-brain-tumor.jpg

De forma geral, podemos classificar os tumores cerebrais em duas categorias: os primários e os secundários. Os tumores cerebrais primários são aqueles que tiveram sua origem diretamente no cérebro e os secundários são aqueles também presentes no cérebro, porém decorrentes de um tumor, que se originou em uma outra região do corpo, o qual lança células neoplásicas na corrente sanguínea que se instalam no parênquima cerebral. Esse último processo é denominado metástase à distância.

Através da investigação oncológica é possível diferenciar um tipo do outro. Essa investigação compreende, via de regra,  exames de imagem e avaliação anatomopatológica sempre que factível.

 

A abordagem terapêutica muda conforme a categoria do tumor, além  de suas características histopatológicas, quantitativas, clinicas  e localização anatômica no Sistema Nervoso Central.  

Na maioria dos casos , especialmente diante de neoplasias malignas, o tratamento principal é cirúrgico  com complementação da radioterapia.

Quando  há contra-indicação cirúrgica por algum motivo, a Radioterapia cerebral, em especial a Radiocirurgia ou Radioterapia Estereotáxica  passam a ser os tratamentos preferenciais, com importantes resultados.