Sete Coisas que Todo Homem Deveria Saber Sobre Rastreio e Detecção Precoce do Câncer de Próstata

1) O que é a próstata?
- Próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, responsável por produzir  e armazenar parte do fluído seminal.

 

2) O que justifica a importância do rastreio e da detecção precoce do Câncer de Próstata?
- O câncer de próstata é o tumor mais comum em homens acima de 50 anos.

- O rastreio adequado e a detecção precoce da doença aumentam a chance de melhores resultados do tratamento.

- A maioria dos tumores crescem lentamente e não causam sintomas, principalmente nos casos iniciais com maiores chances de cura.

3) Quais  procedimentos são realizados no rastreio do câncer de próstata?
- Exame de sangue com a dosagem do PSA  (os valores ficam elevados)

- Toque retal (presença de nodulações e/ou consistência alterada)

 

4) Por que o toque retal é importante?
- Cerca de 50% dos nódulos palpáveis são malignos

- Embora o PSA sozinho detecte cerca de 70% das neoplasias de próstata, cerca de 25% dos tumores de próstata ocorrem em homens com PSA normal.

5) Quando o homem deve  iniciar o rastreio?
- Aos 50 anos de idade, caso não haja fatores de risco

- Por volta dos 45 anos de idade, caso haja fatores de risco *

*Os principais fatores de risco são: descendentes de negros  e/ou  história familiar da doença, principalmente em parentes de primeiro grau.

6) Caso os exames de rastreio  estejam alterados o que deverá ser feito?
- Biópsia, guiada por Ultra-som Transretal, que poderá confirmar ou descartar um câncer de próstata.

- Caso o câncer de próstata seja confirmado pela biópsia, o paciente deverá ser encaminhado  a um centro de tratamento oncológico.

 

7) Quais os principais  tratamentos para câncer de próstata para doença localizada*?
- Prostatectomia Radical (remoção cirúrgica da próstata)

- Radioterapia com ou sem associação de Hormonioterapia

* Doença localizada é aquela que está restrita à próstata ou seja, quando não houve, na investigação,  disseminação para outras regiões ou órgãos distantes,  a qual chamamos de metástase.

​2016 por CMJ



 

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • MINUTO ONCOLOGIA
  • Twitter Clean
  • w-googleplus