blood flow.png

Imunoterapia

 

A Imunoterapia no contexto oncológico é uma modalidade de tratamento sistêmico administrada por infusão intravenosa contra o câncer assim como a maior parte dos quimioterápicos, porém a principal diferença  entre as duas está no mecanismo de ação: a quimioterapia atua destruindo diretamente as células neoplásicas, enquanto que a imunoterapia age indiretamente, auxiliando o sistema imunológico a combater determinado tipo de câncer.

 

A imunoterapia é uma opção mais recente quando comparada à outros tratamentos oncológicos mais tradicionais. No entanto suas indicações são mais limitadas a alguns tipos de neoplasias, embora estudos tenham avançado em direção à sua aplicabilidade em outros tumores. 

Existem diversas categorias de imunoterápicos que se dividem em  anticorpos monoclonais, inibidores de pontos de verificação imunológica /inibidores de checkpoint, vacinas contra o câncer e mais recentemente: a terapia do receptor de antígeno quimérico de células T /CAR T-Cells.

O alto custo dessas medicações e suas linhas terapêuticas dificultam um maior acesso a esse tratamento. Porém muitos oncologistas acreditam que a imunoterapia será o novo paradigma do tratamento oncológico num futuro próximo.